Google presta homenagem a Victor Hugo


Hoje o Google, para variar um pouco das datas comemorativas, faz uma homenagem ao escritor Victor Hugo sem uma razão particular. Agradou-me quando vi as imagens assim que entrei no Google e por coincidência comecei a ler neste mês um livro do autor, Nossa Senhora de Paris, por isso achei interessante partilhar aqui.



Na minha edição do livro Nossa Senhora de Paris tenho uma introdução muito interessante sobre a vida do autor, que adorei ler e assim conhecer um pouco deste poeta, dramaturgo e romancista francês. Victor Hugo nasceu a 26 de Fevereiro de 1802 em Besançon e morreu a 22 de Maio de 1885, em Paris. Tendo sido, para além de escritor, um político e um defensor dos direitos humanos que desempenhou um papel importante na história do século XIX. 



Victor Hugo é conhecido mundialmente por ter deixado grandes obras, como Nossa Senhora de Paris (1831) e Os Miseráveis (1862). Este escritor francês não escreveu só dois romances, na verdade escreveu nove romances ao longo da sua vida, e também diversos poemas e peças teatrais.



A morte da sua filha Leopoldina, em 1843, foi um dos acontecimentos que mais marcaram a vida do escritor. Durante o seu luto escreveu um diário em versos, reunidos mais tarde na obra Contemplations (1856).



A vida de Victor Hugo também foi marcada pela sua passagem na política. A partir de 1848, dedica grande parte do seu trabalho à política, à religião e à filosofia social com um pensamento complexo ou até mesmo confuso. 



Em 1850, Victor Hugo, em discurso defende ideais de orientação socialista: liberdade de imprensa, ensino democratizado, bem-estar do povo, abolição da pena de morte. Exila-se após o golpe de Estado de 2 de Dezembro de 1851, onde denunciou as condições de vida insuportáveis do povo que vivia na pobreza. 

Deixei um pouquinho da história deste escritor, que marcou profundamente a literatura do século XIX, mas podem descobrir mais aqui e aqui
Já viram esta homenagem do Google? E já leram algum livro de Victor Hugo? Digam nos comentários. 

Boas leituras!

Sem comentários :

Enviar um comentário